Michel Teló: Aprenda com ele sobre vendas e marketing!


Por Luciana Gomes
Semana passada publiquei um artigo falando sobre o marketing e Michel Telo, ele que vem ganhando cada vez mais destaque na mídia com sua música “ai se eu te pego”. Recebi e ainda recebo dezenas de comentários  sobre o artigo, alguns favoráveis e a maioria deles desfavoráveis ao conceito Teló como sucesso de marketing e vendas. Ontem, o fantástico divulgou o clipe da versão em inglês “Oh, If I Catch You” do hit,  o músico esteve na Europa e pelo visto prepara-se para ganhar também o solo americano.
Particularmente não sou fã de Teló ou de sua música, também não tenho nada contra, mas não posso deixar de observar esse “case” de sucesso de marketing e vendas. O fato em si não está na pessoa, mas no conceito que ele representa. O que ele nos ensina? Em vendas amigos, devemos ir aonde o cliente está, falar a sua língua é o que realmente funciona. Não importa se eu gosto ou odeio Michel Teló, sua música ou esse estilo sertanejo urbanizado, o que interessa mesmo é que ele virou tendência pois tem falado a língua do seu público, e tendência amigos, vende!
Profissionais de vendas e marketing não podem Jamais se dar ao luxo de fechar os olhos a um fenômeno como esse, independente de gostarem ou não. Trabalhar somente com estratégias, produtos e serviços que agradem ao seu paladar, ao seu gosto e ao seu ego, perdoem-me a expressão, mas é burrice! Em marketing e vendas é preciso desprender-se de preconceitos, onde só o que achamos bom é de fato bom, claro que existe o feeling e a ética profissional, mas respeitados certos limites, é preciso sim quebrar paradigmas, abrir a cabeça, pois o Brasil, o mundo, é grande demais e plural demais para termos a pretensão de pensar assim, se Teló é um sucesso, alguma coisa ele possui, não me refiro a talento musical simplesmente, ele tem uma marca, algo forte que o seu público se identificou e fez dele esse fenômeno, agora mundial. Isso não pode ser desprezado por nós profissionais da área e digo mais, devemos sim procurar aprender algo com isso.
Como disse o autor do primeiro artigo sobre Teló Edmar Bulla: “aproveite o bom momento da música para tirar algum proveito dela. Afinal de contas, lá no fundo, bem que você gostaria que sua marca ou o presidente da sua empresa estivessem estampando a capa da revista Época, não é verdade? A grande idéia está explícita no comportamento do seu consumidor, bem na frente do seu nariz e ela é mais simples do que você imaginava. Ai, se ela te pega!”
O pulo do gato em vendas pode estar bem debaixo do seu travesseiro!
Forte abraço e ótimas venda$!!
E para quem ainda não viu o clipe da música “Oh, If I Catch You” de Michel Teló, segue o link: http://youtu.be/dREEnX1U3fI

Este post tem 8 comentários

  1. Um abraço, Luciana já estou aqui me manifestando seu Blog, O ¨Fenômeno Teló¨, está ai , não há como passar desapercebido. Também não sou sou fã de seu ¨estilo¨ e nem tão pouco de tal musíca. Más uma coisa tem de ser observada, enfatizando sua análise Profissional, temos que ver o lado ¨Marketing Pessoal¨, que para os Profissionais de Vendas e Marketing é ótimo. Temos de ter o ¨Olho Clinico¨ e ver o que o ¨Cliente¨, no caso aqui Publico, quer. Temos de senti-lo,ouvi-lo,ver seus seus desejos e colocar-se como ele. Eís aqui um Aprendizado, tanto em Vendas como em Marketing,usemos tal acontecimento para aprendermos e tiramos lições. As grandes Empresas lutam pela Fidelização e Conquista do Cliente, más para isso tem que tornarem o ¨Cliente¨,colocarem-se na ¨pele¨ deles para sentirem o eles ¨Querem e Sonham¨.Um estilo de musica,uma peça de roupa,uma marca de automovel, tudo é sonho,basta materializá-los. Parabéns mais uma vez pelo artigo e pelos outros também, sou assíduo leitor. Sucesso!

  2. Se o Cristiano Ronaldo quando marcou aquele golo em vez de ter dançado com o seu colega a musica de M. Teló tivesse tirado dos calções dois caramelos da marca “xpto” de que estariamos a falar agora? Goste-se ou não da música, eu gosto, o seu autor estaria hoje no patamar em que estava. O resto está a vir por acréscimo.
    Cps
    JFigueira

  3. Luciana,
    Excelente artigo! Suas observações são válidas para todos, inclusive, nós que somos consultores e palestrantes!
    Parabéns!
    Madalena Carvalho

Deixe uma resposta

Fechar Menu